Quem assiste o MMA?

Com a exceção dos espetadores mais sensíveis ou que realmente desgostem de um esporte de combate, o MMA se torna atrativo para diversas camadas de audiência. O facto de misturar num só esporte toda a espetacularidade de artes marciais tão diversas quanto o jiu jitsu ou o muay thai, já é por si só um fator determinante para que qualquer pessoa que aprecie o esporte em geral e os esportes de combate em particular, se deixe fascinar pela capacidade atlética dos lutadores e lutadoras de MMA.

Em uma sondagem efetuada nos Estados Unidos, os inquiridos indicaram que alguns dos fatores mais importantes para seguirem um evento são o drama, a interação social e o interesse esportivo – tudo características intrínsecas do MMA.

Embora exista o preconceito de que os esportes de luta são na sua maioria seguidos por gente de classes mais baixas, um facto é que em uma outra sondagem foi observado que mais de 75% dos espetadores que seguiam atentamente o MMA – os verdadeiros fãs do esporte – haviam terminado seus estudos na escola e que mais de 90% auferia de $50.000 ou mais por ano em salário.

A maioria dos espetadores de MMA são homens e as empresas de marketing promovem ainda mais esse fator, apostando em comerciais dirigidos à população masculina, muitas vezes recorrendo a modelos femininas para promover os combates e os produtos dos patrocinadores a eles associados.

No que toca a fãs que seguem o MMA através da televisão, a sua maioria são homens acima dos 35 anos, sendo a média de idade de 49.

No entanto, os autores do estudo consideram muito provável que a maioria dos seguidores mais jovens, nomeadamente da categoria que tanto agrada aos patrocinadores, que são os homens entre os 19 e os 34 anos, sigam o MMA através de transmissões efetuadas pela internet, principalmente através das redes sociais.